Melhorar a Relação com a Comida

COMO FUNCIONA?

Melhorar a relação com a comida

Quando você pensa em comida, você costuma se sentir triste ou culpado? Você já tentou inúmeras dietas que funcionaram por algum tempo mas depois pararam de funcionar? Você sente que perde o controle sobre o quanto você come, não consegue comer comidas saudáveis, belisca demais, e divide os alimentos entre permitidos  e proibidos? Você não gosta de sentir fome porque acha que não deveria ter tanta vontade de comer? Se você respondeu afirmativamente para essas perguntas, talvez esteja enfrentando  problemas na sua relação com a comida.

Mas saiba que todos esses problemas listados acima são muito comuns e podem ser resolvidos. A solução não e uma dieta rigorosa que milagrosamente você vai conseguir seguir. Pelo contrário, dietas restritivas costumam levar  a uma relação de culpa, descontrole e até mesmo levar a episódios de compulsão alimentar.  O tratamento é justamente cuidar da sua relação com a comida e de todos os aspectos que envolvem a alimentação e o comer em geral.

O ato de comer precisa ser entendido como um comportamento complexo que envolve muitas esferas da vida humana. Desde a parte relativa aos nutrientes, passando por aspectos sociais, culturais, políticos e principalmente emocionais. É justamente devida a esta tamanha complexidade, que cuidar da alimentação e do peso se tornam tarefas muitas vezes difíceis, desgastantes e frustrantes.

Para mudar a sua relação com a comida, você precisa compreender qual é o lugar que a comida ocupa na sua vida. Você sabe planejar a sua rotina alimentar? Você sabe reconhecer e respeitar os sinais de fome e saciedade? De que maneira as suas emoções e as suas relações estão ligadas à forma que você se alimenta? Como, por quê, com quem e o quê você come? Essas são algumas das questões que temos que fazer para entendermos o lugar que a comida ocupa na sua vida.

O objetivo do meu trabalho é auxiliar os meus pacientes a desenvolverem uma relação saudável com a comida e com seus corpos e ,ajuda-los a ter uma auto-estima mais elevada, de maneira que possam gostar de si, possam comer sem culpa, fazendo escolhas que lhes proporcionem saúde e prazer e que possam observar como consequência o emagrecimento (quando necessário) e a manutenção de peso.

Marque um horário comigo: vamos bater um papo e falar da sua relação com a comida?

faça o cadastro e baixe gratuitamente o livro FOME EMOCIONAL
CONTATO

Mande uma mensagem

Se você ficou com alguma dúvida, se deseja iniciar um processo de psicoterapia, ou se quer só bater um papo, me escreva! Vou adorar te responder.