Por que dietas restritivas não funcionam?

por em Compulsão Alimentar 10 de junho de 2019

Durante algumas décadas pensou-se que a melhor maneira para se perder peso era fazer uma dieta restritiva, daquelas de passar fome, cortando completamente certos grupos alimentares como o carboidrato ou a gordura e eliminando completamente o consumo de açúcar.

O que as novas pesquisas estão mostrando é que as dietas podem até servir para as pessoas emagrecerem no inicio, mas a longo prazo dietas são insustentáveis.

O que isso quer dizer?

Isso quer dizer que a longo prazo, as pessoas que fazem dieta acabam voltando ao peso inicial e muitas delas, com um peso ainda maior do que aquele que tinham quando começaram a sua dieta. Segundo alguns estudos recentes, 95% das pessoas que fazem dieta voltam a engordar.

As dietas restritivas não funcionam porque depois de um tempo fazendo dieta, três coisas acontecem:

Queda do metabolismo

Diante de uma redução drástica da ingestão alimentar o corpo responde com a queda do gasto calórico basal, ou seja, ele para de gastar para se proteger, pois não está entrando a quantidade de alimento considerada suficiente para o corpo.

Aumento da fome

O corpo tem um sistema de controle da fome e da saciedade que inclui os nossos hormônios, o sistema gástrico e principalmente o cérebro. Depois de algum tempo em dieta, o cérebro estimula o corpo a sentir mais fome.

Aumento do desejo

Tudo que é proibido gera um aumento do desejo, não é mesmo? Pois, é, com os alimentos acontece a mesma coisa. Às vezes nem gostamos tanto de uma comida ou nem queremos comê-la a todo momento, mas tornando-a  proibida, o nosso desejo por ela aumenta e começamos a pensar nessa comida mais do que pensaríamos se não tivéssemos de dieta, aumentando mais ainda o nosso desejo. 

Ou seja, depois de algum tempo em dieta nós estamos com o metabolismo baixo, cheios de fome e obcecados por comida.  Por isso temos um grande aumento da ingestão alimentar e um ganho de peso acentuado.

Pouco prazer e muita culpa!

Além disso, ao tornar muitos alimentos proibidos, a dieta faz com as pessoas sintam-se muito culpadas ao comer qualquer comida que esteja fora do planejamento. E quando, como resultado, não conseguem mais aguentar a dieta e voltam a comer alimentos que não haviam sido prescritos, essa culpa aumenta, podendo gerar grande sofrimento.

Por fim as dietas não levam em consideração que a alimentação é uma grande fonte de prazer para as pessoas. Como resultado a restrição absoluta dessa esfera tão importante da vida das pessoas pode trazer muita ansiedade e sofrimento.

>> Acompanhe também novidades no nosso Facebook e Instagram

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *